Motivar alunos a estudar: velho problema com novas respostas

Tempo de leitura: 4 minutos

Motivar alunos a estudar não é tarefa fácil, principalmente quando se trata de jovens que estão muito mais interessados em conversar com os amigos e checar suas redes sociais.

O tempo que dedicam aos livros e cadernos é encarado como obrigação, necessidade de atender as expectativas dos pais e da escola, de passar de ano e acertar questões no vestibular. Mas o que aconteceria se os jovens tivessem maior autonomia sobre o que estudam?

Motivar alunos a estudar: velho problema com novas respostas

Como motivar alunos a estudar

Motivar alunos a estudar como se fazia há décadas atrás, presos a apostilas pesadas e de conteúdo exclusivamente teórico, está cada vez mais complicado. E isso está longe de ser culpa exclusiva dos jovens.

Com o passar do tempo e desenvolvimento de novas tecnologias, tudo muda. A cada avanço e descoberta nossa sociedade se torna mais ágil e conectada e se reorganiza de acordo com as facilidades conquistadas. Porém, pouco dessa mudança chega as salas de aula.

O aluno ainda ocupa papel de espectador, obrigado a uma grade curricular que faz pouco ou quase nada para mostrar conexão entre as matérias e despertar a curiosidade natural do indivíduo.

Nesse ultrapassado cenário o professor fica com a tarefa ingrata de motivar alunos que sentem nada além de obrigação ao estudar páginas de conteúdo sobre o qual pouco se interessam.

Funciona assim há tanto tempo, que essa é a realidade que pais, professores e os próprios estudantes esperam encontrar. Essa é a realidade que clama por mudança.

Está na hora de deixar o jovem em fase escolar assumir um papel mais ativo quanto a própria educação. Segundo a Associação Americana de Psicologia, é mais provável que um aluno atinja uma meta que ele ajudou a criar.  

Apresentar opções, deixar o estudante demonstrar interesse, escolher o que lhe atrai naturalmente e definir suas próprias metas de aprendizado, é tirar do ombro dos professores a tarefa de motivar alunos, pois essa determinação nascerá espontaneamente.

Dê escolhas

Ao fazer suas próprias escolhas o aluno assume a responsabilidade pelas suas ações. Isso se aplica também ao aprendizado. Mesmo que estrutura  e consistência sejam necessárias na sala de aula, dar aos estudantes algumas opções ajuda a despertar seu interesse e determinação. Um modo de fazer isso é aproveitar a tecnologia e afinidade natural dos jovens com computadores e oferecer cursos online sobre temas variados. Para fazer uma escolha, o estudante precisa analisar as opções e tomar uma decisão. É natural que nesse processo ele identifique um assunto que lhe agrade, o que além de motivar alunos a estudar, desenvolve um novo conhecimento que pode ser bastante útil no seu futuro profissional.

Assuma riscos

A sala de aula oferece aos alunos um ambiente seguro para o aprendizado, além de um programa curricular fechado e organizado em etapas metódicas. A maioria dos professores e escolas exigem que nada seja feito fora do planejamento, mas para motivar alunos a estudar é preciso sair desse quadrado. Tarefa muitas vezes assumida apenas pelos mestres, também é papel da escola incentivar o ensino, estimular o aprendizado através de ações que se relacionem com a mentalidade dos jovens, oferecendo novas oportunidades para que eles desenvolvam seu potencial.

Incentive a busca por soluções

Se pais e professores constantemente resolvem situações difíceis para os jovens, eles terão poucas chances de pensar e achar uma solução por si mesmos. Novamente aqui entra a necessidade de dar ao aluno escolhas, deixar que analise um problema e encontre a melhor solução. O papel dos tutores deve ser o de guia, acompanhando e aconselhando o jovem em busca de respostas. Desenvolver mentes capazes de fazer conexões, curiosas e ávidas por descobrir novos caminhos e buscar conhecimento, esse deveria ser o principal papel da escola.

Motivar alunos a se interessarem pelo estudo ainda será, durante muito tempo, um desafio para mestres e pais. Mas com um pouco de mente aberta a mudanças, acreditamos que isso pode ficar cada vez mais fácil com o tempo.

Apaixonada pela livre disseminação do conhecimento, a Studiflix atua como uma plataforma de cursos online e profissionalizantes para jovens em fase escolar. Se você tem interesse em dar mais opções para os seus alunos, navegue em nosso site e saiba como podemos lhe ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *